Fumar maconha durante a adolescência não diminui o QI, afirma estudo com gêmeos

de Merelyn Cerqueira 0

Um longo estudo realizado com gêmeos em todo o mundo não encontrou relação entre o uso frequente da droga e o declínio da inteligência.

O maior estudo já realizado com gêmeos durou de mais que uma década, envolvendo mais de 3.000 adolescentes de todo o mundo, diz ter encontrado poucas evidências que sugerem que o uso da maconha durante a adolescência tenha um efeito direto sobre o declínio de inteligência.

Pesquisadores da Universidade de Duke concluíram que o uso frequente da erva provavelmente estava associado a um declínio do QI (Quociente de Inteligência). Porém, o estudo mais recente buscou analisar separadamente o perfil de cada um dos gêmeos adolescentes durante mais de uma década. Os cientistas descobriram que os jovens que haviam se envolvido no uso regular da maconha, com o passar do tempo, tiveram um declínio de inteligência menor do que os que nunca haviam experimentado a droga.

Outro estudo de acompanhamento publicado pela revista científica Proceedings, revelou que muitos fatores também têm sido associados ao declínio de QI, como o cigarro, álcool, baixo nível socioeconômico, doença mental, mas que nunca foram testados.

“É muito forte dizer que os resultados tenham sido totalmente desacreditados, mas a metodologia possui falhas que podem ter interferido no resultado”, disse o principal autor do estudo de acompanhamento, Ole Rogeber, do Centro Frisch Ragnar de Pesquisa Econômica, na Noruega.

Os adolescentes que tiveram os seus QIs testados por esse novo estudo, foram analisados através de vocabulário, conhecimentos gerais e preencheram questionários confidenciais que perguntavam sobre o uso de maconha, uso excessivo de álcool, analgésicos, cocaína e outras drogas.

De acordo com Emily Underwood, da revista Science, os usuários de maconha perderam cerca de quatro pontos de QI durante o período do estudo, e os seus gêmeos, que nunca haviam experimentado a droga, sugeriram um padrão semelhante de declínio de inteligência, o que absolve a maconha dessa culpa e sugere a existência de outro fator responsável pela diminuição de QI. 

Os pesquisadores suspeitam que tudo isso possa estar relacionado ao desempenho escolar. Crianças que não vão bem na escola e tenham predisposição à estagnação intelectual no ensino médio, podem estar mais propensas a experimentar maconha ou a ser um usuário frequente no futuro. 

No entanto a pesquisa tem suas limitações, o fato de que os adolescentes deram o seu próprio relato sobre o uso da maconha e o uso da pontuação de QI – que necessariamente não define a inteligência de uma pessoa – devem ser considerados. Mas o argumento de que há pouca evidência sobre os químicos da maconha causarem declínio de inteligência, é real e considerável. Sendo assim, a crença comum de que fumar maconha te deixa estúpido, precisa ser urgentemente reavaliada.

Fonte: Sciente Mag Foto: Reprodução / Almanaque SOS

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!