Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

É verdade que refrigerantes podem afetar o funcionamento do órgão sexual masculino?

de Merelyn Cerqueira 0

Há muito que os refrigerantes foram listados como perigosos quando os assuntos são riscos de problemas cardíacos, obesidade, danos ósseos e outros males.

Em 2010, um estudo realizado por pesquisadores dinamarqueses e publicado na revista American Journal of Epidemiology, mostrou que nos homens, o consumo de refrigerante poderia ter uma implicação negativa ainda maior. Segundo eles, essas bebidas gasosas seriam capazes de afetar o bom funcionamento do órgão masculino.

Para chegar a esse resultado foram analisados um total de 2.500 homens. Entre eles foram encontradas evidências de que o consumo regular da bebida pode afetar a capacidade de produção de esperma em até 30%. A fração foi definida a partir de consumidores frequentes e moderados. Logo, nos frequentes, os pesquisadores descobriram que a contagem de espermatozoides era de 35 milhões por mililitro, já nos moderados, o número era de 56 milhões por mililitro.

Os cientistas assumiram que a razão por trás disso estava nas altas quantidades de cafeína, presente em algumas marcas. No entanto, essa hipótese eventualmente acabou sendo descartada, já que não conseguiram relacionar o mesmo fato com outras bebidas com cafeína.

Embora o número de 35 milhões ainda esteja dentro da faixa considerada normal para a produção de esperma, os pesquisadores consideraram a possibilidade do vício em refrigerantes, potencialmente e a longo prazo, levar a infertilidade. 

Contudo, nos últimos anos, não foram realizados novos estudos que pudessem verificar em 100% essa teoria. Em vez disso, os pesquisadores se concentraram em encontrar ligações entre o consumo excessivo de bebidas como a Coca-Cola com outros problemas relacionados à virilidade.

Em um estudo realizado em 2011 e publicado no Central European Journal of Urology (CEJU), cientistas sugeriram que as grandes quantidades de açúcares presentes nessas bebidas podem ser a causa da obstrução de alguns vasos sanguíneos do pênis, impedindo que a ereção ocorra. Os pesquisadores também afirmaram que esses efeitos poderiam progredir e eventualmente causar problemas sérios de disfunção eréctil.

[ Super Curioso ] [ Fotos: Reprodução / Super Curioso ]

Jornal Ciência