Caçadores de alienígenas afirmam ter visto óvni longo e metálico na órbita de um asteroide próximo à Terra

de Merelyn Cerqueira 0

Em uma imagem captada pela Agência Espacial Americana (NASA) há um ano atrás, caçadores apontaram que o que a Agência afirma ser uma pequena lua na órbita de um asteroide, pode ser um enorme óvni.

Jornal Ciência no seu WhatsApp

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número nos seus contatos. Você receberá notícias do Jornal Ciência diretamente no seu celular.

No centro da imagem em preto e branco, um objeto iluminado pode ser visto descendo em direção ao asteroide que passou perto da Terra em 2015. No entanto, um ano mais tarde, os caçadores estão dizendo que o mesmo asteroide passou na Terra no mês passado e afirmam que a imagem antiga pode comprovar que realmente se trata de um objeto voador não identificado.

ovni-orbitando-asteroide_01

Em uma publicação no blog UFO Sightings Daily, um dos autores, Scott C. Waring, discute o suposto óvni que ele afirma ter orbitado o asteroide 2004 BL86, que possui mais de 325 metros de diâmetro e no ano passado passou a 1,2 milhões de quilômetros da Terra. Apesar da explicação da NASA, que falou que o objeto se trata de uma lua, Waring discordou e escreveu que se trata de um objeto metálico de mais de 60 metros de comprimento.

“Eles chamam o óvni de pequena lua, mas ele possui um longo cilindro metálico em sua cápsula e mais dois cilindros menores em lados opostos. O óvni está girando, o que nos dá diferentes visões de diferentes ângulos. Ele está a quase 1,2 milhões de quilômetro de nós”, escreveu. Em um conjunto de fotos aumentadas, Waring altera o foco das imagens para comprovar a forma do objeto, o que, segundo ele, contradiz a versão oficial da Agência Espacial.

De acordo com a NASA, a imagem em questão trata-se de um GIF postado em 26 de janeiro de 2015. Na publicação, a agência explicou que o objeto se tratava do asteroide 2004 BL86 e que uma pequena lua – de cerca de 230 metros de diâmetro – estava orbitando em volta dele. Cerca de 16% dos asteroides próximos à Terra possuem uma ou duas luas próprias e, de acordo com a publicação da Agência, “as imagens mostram um corpo principal e uma pequena lua. Sendo que a resolução das imagens de radar é de 4 metros por pixel e a trajetória do asteroide já é bem compreendida pelos cientistas”.

ovni-orbitando-asteroide

Os caçadores de alienígenas obviamente não estão satisfeitos com essa explicação. No entanto, eles não terão outra oportunidade para verificar o fenômeno tão cedo. O 2004 BL86 não passará novamente perto do nosso planeta por até 200 anos.

[ Daily Mail ] [ Foto: Reprodução / Daily Mail ]

Jornal Ciência