Jornal Ciência no seu WhatsApp

 

Clique aqui (61) 98302-6534, mande “olá” e salve nosso número. Você receberá primeiro as notícias do Jornal Ciência em seu celular.

Alarme falso enviado para celulares sobre míssil no Havaí causa pânico nos EUA

de Merelyn Cerqueira 0

No último sábado (13), moradores do Havaí, nos EUA, foram surpreendidos com um alerta de potencial ataque a míssil ao estado.

As notificações foram enviadas por meio de celulares e até mesmo interrompeu um programação de TV, anunciando que uma ameaça de míssil balístico estava a caminho, que todos deveriam buscar abrigo imediatamente e “não se tratava de um teste”.

A situação obrigou a Agência de Gerenciamento de Emergências do Havaí e o Comando do Pacífico se pronunciarem, desmentindo o alerta, segundo informações da Time.

 

 

O Comando do Pacífico dos EUA não detectou nenhuma ameaça de míssil balístico no Havaí. A mensagem anterior foi enviada por erro. O Estado do Havaí enviará uma mensagem de correção o mais breve possível, escreveu o Comando do Pacífico dos EUA em uma declaração no Twitter.

“NÃO há ameaça de míssil para o Havaí”, escreveu a Agência de Gerenciamento de Emergência do Havaí na mídia social.

 

 

Segundo o senador do Havaí, Brian Schatz, que não deu maiores detalhes sobre o caso, toda a situação havia sido causada por erro humano e que os sistemas de alerta estavam sendo atualizado.

Já o governador do estado, David Ige, afirmou que já estava se encontrando com as autoridades para determinar o que de fato causou o alerta. Segundo ele, é possível que um funcionário tenha pressionado um botão errado.

Esta atualização de rotina acontece três vezes por dia, sete dias por semana, 365 dias no ano. Na maior parte, ocorre perfeitamente. Houve um erro hoje e estaremos investigando e alterando o procedimento para que possamos evitar que isso aconteça novamente”, disse Ige.

A Casa Branca divulgou uma declaração dizendo que o presidente Donald Trump havia sido informado sobre o incidente, que foi classificado como “um exercício puramente estatal”. No momento, Trump estava passando o fim de semana no Mar-a-Lago, um resort em Palm Beach, na Flórida.

O incidente provocou uma onda de críticas entre políticos no Havaí, que disseram se tratar de um erro imperativo, particularmente devido às crescentes tensões com a Coréia do Norte.

Fonte: Time.com Fotos: Reprodução / Time.com

Jornal Ciência