Adolescente morre de infecção generalizada após usar absorvente interno

de Bruno Rizzato 0

Jemma-Louise Roberts, de 13 anos, desenvolveu Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma infecção bacteriana rara, mas potencialmente fatal, associada ao uso de absorventes internos.

Ela não resistiu à doença e acabou falecendo. A jovem nadadora, atleta do clube local, em Hindley, Wigan, na Inglaterra, tinha começado a usar o absorvente como uma maneira mais discreta em seu período de menstruação.

Jemma começou a passar mal, com diarreia e vômitos, enquanto estava de férias com a família, e foi inicialmente diagnosticada com norovírus, principal causador de gastroenterite em adultos.

infeccao-generalizada-por-absorvente-interno_01

Seus pais foram orientados a mantê-la longe de hospitais para impedir que outros pacientes fossem infectados.

Mas sua condição piorou subitamente e ela foi levada a outro hospital, onde foi diagnosticada com Síndrome do Choque Tóxico, uma infecção causada por bactérias inofensivas que vivem normalmente na pele, nariz ou boca. Mas elas podem invadir a corrente sanguínea do corpo, onde liberam toxinas perigosas, desequilibrando várias funções vitais de diversos órgãos.

Por isso SCT é uma emergência médica e os acometidos devem procurar ajuda imediatamente. Tragicamente, a infecção já havia tomado conta do corpo de Jemma.

Ela morreu uma semana depois de ter um sangramento no cérebro, enquanto estava em uma aparelhagem cardíaca e pulmonar, no Hospital Infantil Alder Hey. Exames de sangue revelaram a presença da bactéria estafilococos, antes de morrer, causando sepse (envenenamento do sangue por uma infecção generalizada).

Um exame de autópsia não foi realizado após sua morte, mas sua mãe, Diane, acredita que o SCT foi causado pelo uso dos absorventes internos – já que diversos casos idênticos já ganharam as páginas dos jornais.

Desde então, ela resolveu se engajar na conscientização às pessoas sobre reconhecer os sinais da síndrome, como parte da Semana Mundial da Sepse. Os primeiros sintomas são febre alta seguida de constipação estomacal, náuseas, vômitos e diarreia. Uma erupção cutânea em todo o corpo pode então aparecer, e a SCT pode causar falência dos órgãos, quando não tratada.

Amigos e familiares, incluindo o pai de Jemma, Tony, de 43 anos, e seu irmão Joseph, de 13, já arrecadaram o equivalente a mais de R$ 200 mil reais para o Hospital Infantil Alder Hey, em sua memória. “Se pudermos salvar ao menos uma vida, valerá a pena”, concluiu a mãe.

Fonte: Daily Mail Fotos: Reprodução / Daily Mail

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!