Você tem alguma destas 7 características? Então é hora de procurar ajuda psicológica

de Merelyn Cerqueira 0

A depressão é uma das doenças mais incapacitantes do mundo. Ela afeta cerca de 4,4% da população mundial, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Só no Brasil, cerca de 5,8% da população é depressiva, de modo que isso nos coloca como o maior país com incidência da doença dentro da América Latina.

 

Dito isso, na lista abaixo você confere alguns sinais e sintomas que combinados indicam possível depressão e requerem ajuda psicológica.

 

1 – A depressão nem sempre é tão óbvia

Muitas vezes pensamos em depressão como algo claramente óbvio, uma vez que é fácil vermos quando uma pessoa inexplicavelmente se torna retraída e emocionalmente indisponível. Mas, na realidade, essa doença pode assumir muitas formas, incluindo alguns sinais sutis que dificilmente consideramos – como sono excessivo ou insônia. Logo, é importante saber o que procurar, os sintomas e se aprofundar em suas características, uma vez que a depressão pode ser “invisível” até mesmo para o próprio paciente.

> Especialistas sugerem nova causa para a depressão: uma “traição” do sistema imunológico

2 – Depressão ou tristeza?

Quem nunca sofreu com a depressão pode facilmente confundi-la com tristeza. Enquanto a tristeza é uma emoção temporária, a depressão é um sentimento persistente de vazio e desesperança. Embora seja normal sentir-se assim de vez em quando, quando isso começa a consumir sua vida, talvez seja hora de procurar ajuda profissional. Em geral, mais do que 3 semanas neste estado já é preocupante e deve ser avaliado por um médico e psicólogo.

 

3 – Compensando emoções

Pessoas com depressão podem tentar esconder sua depressão compensando suas emoções e agindo de forma mais feliz e otimista do que o normal. Isso geralmente acontece porque elas não querem sobrecarregar ou preocupar os outros. Muitas vezes as pessoas com depressão podem parecer as “mais felizes” dentro de um círculo social, mas mais “brincalhonas” e as mais divertidas. Fique alerta se você não usa isso como uma “máscara” para o que de fato está sentindo.

> Cientistas dizem ter identificado a causa física da depressão

4 – Perda de interesse

Esse sinal é fácil de ser identificado. Por exemplo, uma pessoa que costumava pintar todos os dias agora, por causa da depressão, pode não ter mais motivação para continuar fazendo isso. Ela pode sentir que “não há mais sentido” para fazer essa atividade e que simplesmente não sente a mesma alegria que sentira antes. Isso acontece com inúmeros setores da vida, como estudar, ter intimidade com o parceiro, etc.

 

5 – Pensar muito sobre vida e morte

A depressão muitas vezes faz as pessoas refletirem bastante sobre os conceitos de vida e morte diferentemente de pessoas que não possuem a doença. No entanto, isso certamente não significa que ela tenha motivação ou intenção de se machucar.

 

Obviamente, se você pensa sobre suicídio, não hesite em procurar ajuda imediata. Quando uma pessoa expressa vontade de morrer, muitos entendem que o indivíduo quer “chamar a atenção”, mas na verdade o simples fato de pensar ou dizer que quer, mesmo que não cometa o ato, é um pedido desesperado de ajuda.

> Depressão: cientistas dizem ter encontrado nova forma de tratamento

6 – Depressivos podem ser artisticamente expressivos

Você provavelmente está ciente do estereótipo de que pessoas com doenças mentais frequentemente produzem obras de arte brilhantes, e há uma razão para isso: basicamente, ter uma doença mental, como a depressão por exemplo, pode levar a uma incrível compreensão das profundezas das emoções. Logo, essas pessoas podem expressar esse entendimento através da arte, música ou escrita.

 

7 – Hábitos alimentares estranhos

Não é incomum que pessoas com depressão só vejam dois caminhos quando o assunto é comida: perder completamente o apetite ou comer demais como uma maneira de lidar com o problema. Enquanto o primeiro grupo pode perder completamente o interesse pelos alimentos que um dia amou ou até se sentir mal se comê-los, o segundo pode experimentar aumento de endorfina (hormônio da felicidade) depois de comer – o que leva ao aumento de peso.

Como ajudar?

Se você conhece alguém que pode estar sofrendo de depressão é importante oferecer ajuda. Certifique-se de que essa pessoa saiba que ela não está sozinha, fazendo-a ver isso, e que não é vergonhoso buscar um profissional.

 

Ter uma doença mental não é algo para se envergonhar e, na maioria dos casos, pode ser completamente tratável. Além disso, ninguém está imune de desenvolver um ou vários quadros de depressão ao longo da vida, especialmente em um mundo contemporâneo tão conturbado. Busque ajuda e não tenha vergonha!

LEIA MAIS!

> Especialistas sugerem nova causa para a depressão: uma “traição” do sistema imunológico

> Cientistas dizem ter identificado a causa física da depressão

> Depressão: cientistas dizem ter encontrado nova forma de tratamento

[ Guff ] [ Fotos: Reprodução / IndiaTimes / Family Life Gols / Melhor Com Saúde / Gazeta do Povo / Gentecita ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!