Veterinário dá injeção letal por engano em cão e ainda cobra os gastos do procedimento dos donos

de Osmairo Valverde 0

injecao-letal-cadela

Os donos Wayne e Lisa Maguire, ambos moradores da cidade de Lledrod, no Reino Unido, ficaram perplexos com o que ocorreu após levar a pequena mascote da família, Mollie, ao veterinário.

 

Com apenas 10 meses de vida, a cadela necessitava de cuidados veterinários por estar doente e a família resolveu marcar uma consulta. Ao chegar, o veterinário, ele aplicou uma super dosagem de um medicamento, tornando-se o que deveria ser um alívio em uma injeção letal.

“Ela teve o segundo ciclo de vacinas na segunda-feira, mas ficou mal e começou a ter diarreia. Minha mulher levou até o veterinário e a deixou lá para o tratamento. Horas depois, ligaram para nós e disseram que Molly estava morta”, cortou Wayne durante entrevista cedida ao jornal Daily Mirror. Somente depois de uma análise minuciosa ficou constatada que a morte foi causada por um evidente erro médico.

injecao-letal-cadela-1

A farmacologia é algo bastante negligenciado. Em geral, os cuidados que os profissionais de saúde deveriam ter com os medicamentos não são seguidos à risca, como por exemplo, antecedente de medicamentos para prevenir possíveis interações medicamentosas, bem como a falta de um correto cálculo matemático entre a dosagem X o peso corporal do paciente, no caso um cachorro. Por isso, a presença de um farmacêutico é importantíssima, em qualquer ambiente de saúde.

 

A clínica apenas se desculpou pelo ocorrido, mas não devolveram os valores da cirurgia malsucedida. Em contrapartida, ofereceram uma pequena compensação financeira para “reparar” o erro. O casal, evidentemente ofendido, recusou a oferta e vai entrar com uma ação na Justiça.

Segundo os donos, o processo não se dará por questões financeiras, mas pelo modo desrespeitoso e frio com o que a clínica tratou os sentimentos dos donos.

[ Daily Mirror ] [ Foto: Reprodução ]