Veja o que acontece quando um ímã é jogado dentro de um tubo de cobre

de Merelyn Cerqueira 0

ima-tubo-01

Nesse experimento, realizado pelo canal HedgehogTH, no YouTube, o responsável pela gravação, utiliza um pedaço considerável de um cano de cobre e mais dois ímãs de neodímio – feitos a partir de uma combinação de neodímio, ferro e boro e conhecidos por serem superpotentes – de tamanhos e formas diferentes: um pequeno e quadrado e outro redondo, ligeiramente maior.

 

A primeira impressão é de que se trata de um truque de mágica ou ilusionismo: ao atingir o interior do tubo de cobre, o ímã desacelera e age como se estivesse em um ambiente de baixa gravidade. Assim, a pessoa vai repetindo a experiência por diversas vezes e até lança os ímãs com um certo efeito para que eles girem até que atravessem o interior do tubo.

 

Para entender esse efeito, basta saber que, conforme mencionado anteriormente, trata-se de um ímã muito poderoso. Um pequeno pedaço dele é capaz de danificar discos rígidos, desmagnetizar monitores e até mesmo prensar um dedo, se o membro estiver entre ele e um objeto magnetizado.

Dessa forma, no cobre, conhecido condutor de eletricidade, induz uma corrente elétrica no metal. Como essa corrente tem um campo magnético próprio, ambos se opõem, o que causa a diminuição da velocidade de queda do imã. Esse fenômeno é explicado pela Lei de Lenz, que fala sobre o sentido de uma corrente elétrica ser oposto à variação de um campo magnético que lhe deu origem.

 

Confira o vídeo:

[ Só Fisica ] [ Fotos: Reprodução / Só Fisica ]