Jornal Ciência

Conhecimento é tudo.

You are here Top Listas Entretenimento TOP 10 recordes mundiais absolutamente ridículos

Adicionem o Jornal Ciência no Google + :)

TOP 10 recordes mundiais absolutamente ridículos

Alguns encaram os recordes mundiais como uma maneira de superar limites e surpreender o mundo.

Mas outros veem neles apenas uma chance de ganhar alguns minutos de fama fazendo coisas “diferentes”. São recordes que poucas pessoas lembrarão e que não contribuem muito para o mundo. Confira abaixo alguns deles:

10 – Mais cascavéis vivas colocadas na boca de uma vez só

Jackie Bobby ainda não havia sido derrotado neste recorde até 2009, pelo menos. Ele colocou nada menos que 11 cascavéis adultas pela cauda na boca por dez segundos. Ele não chegou a ser picado por nenhuma delas, que evidentemente não devem ter gostado muito da “brincadeira”.

Os riscos envolvidos aqui são bem claros: o veneno das cascavéis é famoso no mundo inteiro por sua potência. Por mais que elas possam ser domadas e treinadas para ficarem menos agressivas, elas ainda são animais que obedecem aos instintos.

9 – Maior avião já comido

Este recorde poderia ser alterado para “o único avião comido”. Michel Lotito foi um dos artistas mais admirados da França, por um motivo peculiar: ele podia comer praticamente tudo. Ingeria lâmpadas, lâminas de barbear, garrafas de vidro e outros objetos indigestos para pessoas comuns. Não que ele não se alimentasse de comida de verdade, mas o hobby detonou os seus dentes – o que não o impediu de continuar.

Seu estômago tinha duas vezes a espessura de um estômago normal, o que o protegia da peritonite. Ele ficou realmente famoso nos anos 90, ao comer um avião monomotor Cessa 150, com 700 kg de metal e outros materiais. Para comer toda a aeronave, ele levou dois anos. Em vez de garfo e faca, ele usava uma marreta, oxicorte e alicate para partir o avião em pedaços menores. Mas ele chegou a dar mordidas para arrancar o vidro, por exemplo. Ele comeu também o motor, os assentos e o trem de pouso.

Ele morreu em 2007 de causas naturais, e talvez seu recorde nunca seja desafiado – é preciso ‘estômago forte para isso’.

8 – Mais longo voo causado por um atropelamento

Este recorde talvez não possa ser chamado de “ridículo” porque não foi intencional (ainda bem). Em 26 de outubro de 2001, nos arredores de Monroeville, Pensilvânia, o médico Matthew McKnight descia de sua ambulância para prestar socorro a vítimas de um acidente rodoviário ocorrido em uma curva fechada. Um outro motorista não conseguiu fazer a curva, perdeu controle do veículo e acertou Matthew em cheio.

O impacto foi tão forte que Matthew foi projetado em direção a um milharal recém-arado. Só que, antes de chegar a plantação, Matthew passou por cima dos dois lados da rodovia e do acostamento, cobrindo uma distância de 36 metros.

A recompensa pelo “recorde” foi a destruição de sua pélvis, cóccix, perna esquerda, além de um braço quebrado e dois deslocados. O resto da “recompensa” envolveu duas semanas em uma cadeira de rodas e 80 dias na reabilitação. Foi durante o doloroso processo de recuperação que Eric Brader, um médico de emergência o procurou para assinar os papeis atestando que ele havia quebrado tal recorde.

7 – Mais fogos de artifício acesos presos ao corpo

Antes de qualquer coisa, é bom saber que o apelido do autor deste recorde é “idiota da vila” (e isso não é uma piada). Tony DeFazio quer quebrar vários recordes, entre eles, o recorde de ‘mis recordes quebrados’. Uma de suas tentativas foi em 6 de julho de 2010, quando ele colocou 15 fogos de artifício no próprio corpo e acendeu todos de uma vez só.

Ao menos ele tomou o cuidado de usar fogos com pouca pólvora e cobriu o corpo todo com roupas, exceto a cabeça. Mas muitos acabam se acidentando ao combinar os brinquedinhos luminosos com bebida em excesso – uma combinação que ainda levará muitos a tentar quebrar o recorde dele.

6 – Mais rápido ganho de peso

Donna Simpson, moradora de New Jersey, EUA, pesava 273 kg em 2010, quando decidiu abrir um site no qual as pessoas pagavam para vê-la comer besteiras (junk food).

Ela queria na verdade quebrar o insalubre recorde de mulher mais pesada do mundo em apenas dois anos. Para tanto, ela passou a ingerir impressionantes 20 mil calorias diárias ao mesmo tempo em que evitava se mover. No Natal de 2010, ela comeu sozinha dois perus inteiros, dois pernis, um assado de carnes variadas e mais de 13 kg de vegetais, totalizando 30 mil calorias – um adulto ingere normalmente, em tempos festivos, entre 1.500 e 3 mil calorias, embora isso varie bastante de pessoa para pessoa.

Ela tinha como meta alcançar 453,5 kg, gastando entre R$ 1.160 e R$1.500 com comida todas as semanas. Ela desistiu do recorde em 2011 e iniciou uma dieta para não morrer antes de criar os filhos.

5 – Mais rápida perda de peso

Vamos ao outro lado da moeda: a perda de peso. Para muitos, quebrar esse recorde é uma meta sazonal, que surge conforme o verão vai se aproximando. Mas tentar superar Rosalie Bradford pode não ser tão sadio quanto fazer uma dieta comum.

Ela perdeu assustadores 415,9 kg em três anos. Quase metade deles fora embora no primeiro ano. Ela começou o processo quando atingiu 544 kg, e conseguiu perder peso até chegar aos 127 kg, mas morreu aos 63 anos de ataque do coração.

Para perder tanto assim, é preciso passar fome e mesmo assim queimar calorias – da gordura e dos músculos, o que coloca pressão excessiva no coração, talvez mais do que ele já sofria na obesidade. A melhor dieta é aquela que faz a pessoa perder menos peso de maneira regular: entre 4,5 e 9 kg por mês.

4 – Carro mais pesado equilibrado na cabeça

John Evans quebrou este recorde dele mesmo várias vezes, colocando carros mais pesados e por mais tempo em sua cabeça. Seu recorde é de 33 segundos equilibrando um carro compacto de 160 kg, e ele oferece o equivalente a mais de R$ 3.300 reais para quem conseguir superá-lo.

Como a quantia é alta, muitos já tentaram. John tem cerca de dois metros de altura e seu pescoço tem 60 cm de circunferência. A força do pescoço é o segredo por trás de sua habilidade, mas mesmo assim é possível quebrar o crânio ao tentar equilibrar algo tão pesado mesmo em um pescoço forte. John usa uma toalha dobrada para amortecer o contato com o carro, mas se ele errar o passo, ele pode quebrar o pescoço ou sofrer fraturas na coluna.

3 – Mais alto mergulho em piscina

Olivier Favre caiu de uma altura de 53 metros em uma piscina, garantindo o recorde mundial de mais alto mergulho em piscina. Dana Kunze também é um grande mergulhador, cujo recorde pessoal é de 52 metros. Para quebrar os recordes, os mergulhadores escalam escadas sustentadas por cabos presos ao chão (como antenas) e pulam, caindo com os pés primeiro e fazendo acrobacias no longo do caminho até a água.

Alguns se dão mal ao tentar quebrar o recorde: Randy Dickinson quebrou a perna esquerda ao pular de 52,5 metros, pois a piscina, mesmo tendo 4,5 metros de profundidade, ainda era rasa e ele bateu a perna no fundo.

2 – Maior taxa de álcool no sangue

Este recorde foi quebrado de maneira anônima, trágica e não intencional. Um homem da Breslávia, Polônia, morreu em um acidente de carro quando ele bateu de frente com uma árvore em 1995. Sabe-se pouco sobre ele, mas os médicos o levaram para o hospital, onde ele passou por uma triagem onde foi constatada uma taxa de 1,48% de álcool no sangue.

Para se ter uma ideia, uma taxa de 0,3% já é considerada potencialmente mortal, e 0,08% é o limite para dirigir nos EUA. Como o nível era muito acima da taxa considerada mortal, os médicos fizeram outros testes por achar que o equipamento estava quebrado. Mas os cinco testes continuaram dando mais ou menos o mesmo resultado. Ele morreu após duas horas de intensa hemorragia.

Os médicos não conseguiram cessar o sangramento porque o excesso de álcool acabou dilatando seus vasos, deixando-o com o sangue “mais fino”. Desnecessário mencionar os perigos em se tentar quebrar este recorde.

1 – Chute mais forte nos testículos

Kirby Roy é um carateca faixa-preta que enfatiza o “ki do combate”. O “ki do combate” pode ser visto em vários esportes. Boxeadores ficam mais resistentes a cada soco que levam, a ponto de não sentirem muito os golpes sofridos. Jogadores de futebol americano também se recuperam cada vez mais rapidamente de empurrões e faltas.

Outro exemplo são os lutadores de muay thai, que rolam garrafas de vidro e tacos de beisebol nas canelas por horas ao dia, ao longo de anos, até que elas sofram microfraturas que não chegam a imobilizar a perna, mas forçam o corpo a colocar uma camada extra de cálcio no local, até que ele fique duro como concreto e resistente a golpes.

É o que acontece na pélvis de Kirby, que aguentou chutes certeiros por anos até ficar mais resistente que o normal. Seus testículos já levaram tantos golpes que seu cérebro não recebe mais sinais de dor vindos de lá. Para testá-lo, o programa televisivo “Sports Science” o fez receber um chute de quase 500 kg de força do lutador marcial Jesse Justice Smith. O chute foi tão forte que levantou Kirby do chão – mas seus testículos continuaram firmes, segundo ele e o hospital onde ele foi levado para exames posteriormente.

Mesmo assim, vale lembrar que órgãos não se fortalecem como os ossos, e Kirby correu sérios riscos ao aceitar levar o chute num local tão delicado, cujos danos podem matar só pela dor ou pela perda de sangue.

Kirby é casado e tem filhos, e afirma ter uma vida sexual ativa. A maioria dos homens não teria coragem de quebrar este recorde – até porque, não é qualquer pessoa que consegue chutar como Jesse.

Obs: Algumas imagens são meramente ilustrativas.

>>>Espalhe esta matéria para seus amigos no facebook, twitter ou orkut!

Fonte: Listverse Foto: Reprodução / Listverse.com / History Channel / brandontwyford.com / 123people.com / uncyclopedia.wikia.com

Mistério

Fashion

A busca da humanidade por extraterrestres.

O início dos mistérios ufológicos.

Especial

Fashion

Terrível caracol é o

animal mais venenoso

do mundo

Dossiê

Sport

Conheça o animal mais

resistente do mundo,

o Tardígrado!