TOP 8 regras da cadeia que poucos conhecem

de Gustavo Teixera 0

prisao-presos-1

A superlotação dos presídios no Brasil é um problema sério para a nação.

 

Cada presídio, contêm suas próprias regras, mas algumas “leis” são comuns em quase todas as cadeias. Confiram agora as 8 regras que existem nas cadeias:

prisao-presos-2

1 – Estupradores

Os presos acusados de estupro e agressões contra mulheres já sabem que serão os primeiros a morrer caso aconteça uma rebelião. Muitas vezes nem é preciso ter uma rebelião,pois eles são mortos de repente.

 

2 – Eles fazem seus próprios julgamentos

Os presos do sistema prisional do Piauí criaram um código de conduta para estabelecer uma ordem dentro dos presídios. Eles fazem reuniões durante a noite lideradas por facções que atuam dentro dos presídios, e quando um preso comete um delito, acontece um julgamento através de cartas e códigos que condenam ou não o detento a morte.

 

3 – O crime que cometeram

Alguns crimes podem ter sérias consequências dentro da cadeia. Os presos acreditam que para roubar e ser preso tem que ser um roubo notável. Por exemplo, quando alguém é preso por furto de celular, toma uma surra.

4 – X9

O X9 é o famoso “dedo-duro”, ou seja, a pessoa que entrega os colegas. Os presidiários matam aqueles que são X9, pois o ato de delatar alguém é fatal para os criminosos.

 

5 -Presos endividados

Ficar endividado na cadeia não é uma boa ideia, como no caso do homossexual que sofreu estupro coletivo numa cela com mais de 30 detentos. Segundo os presos, a acusação era a vítima dever R$ 15 a um outro detendo.

 

6 – A hora de dormir

Devido à superlotação nas cadeias, eles acabam dividindo as horas de sono. Um preso dorme por tantas horas, até que chega a hora de outro.

7 – As gangues não se misturam

Dentro da cadeia, as gangues não se misturam. Elas se separam por tipos de crimes ou principalmente por facções.

 

8 – Existe uma hierarquia

Quanto mais tempo uma pessoa está na cadeia, mais respeito ela possui.

[ UOL ] [ Fotos: Reprodução / UOL ]