TOP 7 segredos revelados sobre a CIA e o Exército dos EUA

de Merelyn Cerqueira 0

O governo dos EUA esconde muitos segredos, entre eles alguns que possivelmente nunca serão revelados. Grande parte dessas informações estão em poder da Agência Central de Inteligência do país, também conhecida como CIA. Responsável por investigar e fornecer informações de segurança nacional, a controversa agência já foi pauta para inúmeras teorias da conspiração.

 

Além da CIA, os EUA têm ainda o principal ramo de suas forças armadas, formalmente conhecido como United States Army e responsável por operações militares terrestres. Esta unidade, subordinada do Departamento de Defesa, frequentemente também se envolve em questões polêmicas no que se diz a respeito de operações e armamento.

 

Dito isso, na lista abaixo você confere sete segredos bizarros revelados sobre ambas unidades de defesa:

 

1 – Projeto 1974

No ano de 2012, foram revelados pela Força Aérea dos Estados Unidos inúmeros documentos relacionados a um programa secreto chamado “Projeto 1974”. Ele tratava da construção de uma nave em formato de disco voador para combater possíveis bombardeios soviéticos. O ambicioso projeto teve origem na década de 1950, pelas mãos de um time de engenheiros que visavam viajar a velocidades supersônicas e em altas altitudes.

 

Segundo os documentos, esses engenheiros previam que sua criação poderia atingir uma velocidade de Match 4 (quatro vezes mais rápida do que a velocidade do som), bem como chegar a altitudes de 30 mil metros. O valor do projeto, atualmente, seria de cerca US$ 26 milhões. No entanto, ele foi cancelado em dezembro de 1961, após testes revelarem que a estrutura da aeronave era aerodinamicamente instável.

2 – Projeto Iceworm

Já no ano de 1960, o exército dos Estados Unidos embarcou em direção a Groelândia para iniciar uma missão secreta que visava construir uma série de locais móveis sob o gelo ártico para ajudar com o lançamento de mísseis nucleares. O objetivo do projeto, que foi chamado de Iceworm, era combater possíveis mísseis lançados pela União Soviética.

 

De fato, os norte-americanos conseguiram construir ali instalações subterrâneas como alojamentos, cozinhas, laboratórios, salas de abastecimento e centro de comunicações. Essas bases operaram em segredo durante sete anos até que o projeto foi cancelado quando o excesso de gelo criou condições instáveis para a sobrevivência humana. Atualmente ainda existem destroços do Projeto Iceworm enterrados no gelo do ártico.

 

3 – Projeto MK-ULTRA

Durante a Guerra Fria, a CIA deu início a um projeto secreto que foi nomeado como MK-ULTRA. Basicamente, ele tinha como objetivo investigar a possibilidade do controle da mente humana. Segundo historiadores, através de drogas como LSD, hipnose e agentes biológicos, os cientistas envolvidos tentaram conceber um tipo de sistema capaz de “programar” o cérebro humano. O problema, no entanto, é que as “cobaias” utilizadas no projeto sequer sabiam que estavam participando.

 

O polêmico projeto foi encerrado em 1973, com o então diretor da CIA, Richard Helms, ordenando a destruição de todos os documentos relacionados.

4 – Área 51

Popular entre os teóricos da conspiração, a Área 51, localizada no deserto de Nevada, próximo a Las Vegas, normalmente é associada a projetos secretos envolvendo alienígenas, embora o governo norte-americano negue completamente essa sugestão. De fato, a CIA reconheceu o lugar como um ambiente para a realização de testes militares, incluindo aviões de reconhecimento e espionagem. A entrada de civis, no entanto, é proibida.

 

5 – Projeto Rancor (Grudge)

Criado em 1949, o projeto Rancor foi a segunda iniciativa da Força Aérea dos EUA para estudar Objetos Voadores Não Identificados. As pesquisas, que duraram menos de um ano, foram conduzidas na Base Aérea Whright-Patterson, localizada em Ohio. No entanto, há quem diga que o projeto não realizou nada de novo e apenas quis desmascarar estudos e teorias relacionadas a óvnis – tirando o foco do tema.

6 – Operação Paperclipe

Criada em setembro de 1946 pela CIA, a Operação Paperclip visou atrair cientistas da Alemanha Nazista (dentre eles Wernher von Braun, importantíssimo para as missões lunares) para os Estados Unidos após a Segunda Guerra Mundial. De fato, cientistas alemães especializados na criação de foguetes, armas químicas e até mesmo médicos, migram para os EUA sem o conhecimento ou aprovação do Departamento de Estado. A ideia era permitir que tal conhecimento não fosse entregue a União Soviética. 

 

7 – Projeto Manhattan

 

Responsável pela criação de Little Boy e Fat Man, as duas bombas atômicas que arrasaram as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, o projeto Manhattan funcionou nos EUA entre os anos de 1939 e 1947 com o apoio do Reino Unido e Canadá. Empregando mais de 130 mil pessoas e custando ao Estado cerca de 2 bilhões de dólares à época, ele focou na produção de físseis e armamentos nucleares.

[ Live Science ] [ Fotos: Reprodução / Live Science ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!