TOP 7 hábitos dos motoristas que estragam seus carros sem perceber

de Redação Jornal Ciência 0

habitos-de-motoristas

Até mesmo os motoristas mais experientes sucumbem a erros triviais quando o assunto é a manutenção de seus carros. Tais erros, além de influenciar o bem-estar de condutores e passageiros, também tem consequências severas para os automóveis. Na lista abaixo você confere algum destes enganos.

 

1 – Colocar gasolina em tanques quase vazios

Se você espera chegar na reserva para abastecer, saiba que a bomba de gasolina pode ser a maior vítima deste hábito. Embora não haja problema em atingir a reserva de vez em quando, fazê-lo sempre pode ser. A gasolina é necessária para o resfriamento da bomba, no entanto, atingir a reserva provoca seu aquecimento. Ainda, a sujeira que fica no final do tanque pode passar para a bomba e eventualmente filtros, causando estragos ainda maiores. Sendo assim, o ideal e andar com o mínimo de um ¼ de gasolina.

2 – Ignorar ruídos

 

Qualquer manifestação sonora vinda do carro é fundamentada. De modo geral, elas indicam que uma parte do veículo precisa ser verificada, ajustada ou trocada. No entanto, porque muitos motoristas ignoram os ruídos, consequentemente acabam precisando do auxílio de guinchos. Logo, se você quiser evitar o problema, faça regularmente uma revisão completa do carro.

 

3 – Deixar a mão no câmbio

Para algumas pessoas, deixar a mão sobre o câmbio e um hábito despercebido. No entanto, há duas razões que indicam que o hábito pode ser problemático. Primeiramente, tenha em mente que o mais indicado é pousar as duas mãos no volante. Segundo, repousar a mão sobre o cambio cria uma pressao sobre a caixa e, embora esta nao seja muito grande, em longo prazo pode resultar em problemas para trocar a marcha.

4 – Acelerar sem antes aquecer o motor

 

Embora os automóveis mais modernos, produzidos nos últimos dez anos, não precisem ter seus motores aquecidos antes da partida, os carros mais antigos necessitam. Tenha em mente que, assim como nosso corpo precisa ser alongado antes dos exercícios, alguns carros precisam ser aquecidos antes de serem acelerados.

 

5 – Frear com frequência

Já sabemos que o trânsito intenso é um grande problema nas maiores cidades, logo, frear é sempre necessário. No entanto, esse hábito pode provocar desgastes no carro e, portanto, é necessário verificar com frequência as chamadas pastilhas de freio para garantir a sua segurança e a de seus passageiros.

 

6 – Manter o pé no freio em ladeiras

Descer ladeiras e sempre um desafio. Alguns motoristas o fazem segurando o freio e preparados para usá-lo a qualquer momento. No entanto, o hábito pode ser prejudicial, uma vez que isso sobrecarrega no sistema, fazendo com que as pastilhas e discos de freio se desgastem rapidamente. Logo, o melhor a ser feito e usar uma marcha menor ou usar o “freio motor” – pesquise sobre como usá-lo.

 

7- Não usar o freio de mão com frequência

Enquanto você estaciona um carro com caixa de câmbio de transmissão automática em um terreno de declive, todo o peso do automóvel recai sobre o mecanismo de bloqueio da placa de saída. No entanto, ao utilizar o freio manual, você conseguira amenizar parte desse peso, conservando o carro em boas condições por muito mais tempo.

[ Express ] [ Foto: Reprodução / Express ]