TOP 7 doenças que causam as piores formas possíveis de morrer

de Merelyn Cerqueira 0

São muitas as formas de adquirirmos doenças. Enquanto em algumas a ciência evoluiu o suficiente para conseguir uma cura, outras são simplesmente devastadoras, capazes de resultar em sintomas dolorosos e/ou uma morte terrível.

 

Confira na lista abaixo algumas delas e entenda, em detalhes, o motivo de serem tão temíveis!

 

1 – Febre Hemorrágica de Marburgo

Trata-se de uma doença grave e extremamente mortal, segundo informações da Organização Mundial da Saúde. Ela é causada pela mesma família de vírus responsável pelo Ebola, conhecida como uma das mais virulentas e infecciosas aos seres humanos. Embora seja rara, pode causar surtos de enorme mortalidade, uma vez que não há vacinas ou tratamento específico para a doença.

 

A transmissão ocorre via contato direto com uma pessoa infectada, por meio de fluidos orgânicos como sangue, fezes, vômito, urina, saliva e secreções das vias respiratórias. Os principais sintomas incluem febre, calafrios, cefaleia e mialgia, podendo ocorrer também náuseas, vômitos, dor torácica e abdominal, pancreatite, icterícia, delírio e falência múltipla dos órgãos.

2 – AIDS

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é uma doença do sistema imunológico causada pelo vírus do HIV. Durante o período inicial da infecção o paciente pode experimentar sintomas semelhantes ao de uma gripe, incluindo indisposição e fadiga.

 

No entanto, à medida que a doença progride, a saúde da pessoa se torna mais vulnerável, deixando-a em risco de contrair uma série de outras doenças. Embora o tratamento para a AIDS tenha evoluído, ela ainda não tem cura. Desde 1981, foram computadas cerca de 25 milhões de mortes resultantes da doença.   

3 – Ebola

Conforme mencionado no primeiro item, o vírus causador do ebola pertence a uma das famílias mais virulentas e infecciosas, a Filoviridae. De característica hemorrágica, a taxa de mortalidade é de cerca de 90%, com potencial de provocar grandes surtos.

 

Os primeiros sintomas incluem febre súbita, fraqueza intensa, dores musculares e de cabeça, dor e inflamação na garganta, seguidos de vômitos, coceiras, diarreia, disfunção hepática, erupção cutânea, insuficiência renal, olhos avermelhados e hemorragia. 

4 – Noma

Com uma taxa alta de mortalidade, de 80%, a Noma, também conhecida como cancro oral, é uma das doenças mais terríveis do mundo. Por se tratar de uma condição gangrenosa que destrói as membranas das mucosas da boca e tecidos ao redor, pode deixar marcas terríveis nos sobreviventes.

 

De acordo com a OMS, a Noma atualmente tem como vítima cerca de 500 mil crianças africanas. Ela ficou conhecida como “doença da fome”, uma vez que normalmente ataca crianças subnutridas e com hábitos inadequados de higiene. Embora as causas sejam desconhecidas, sabe-se que é a interação de algumas bactérias estejam envolvidas na infecção.

5 – Doenças cerebrovasculares

As doenças cerebrovasculares são condições resultantes de problemas nos vasos sanguíneos que fornecem “vida” ao cérebro. Capaz de cortar o oxigênio e nutrientes essenciais para o organismo, essas doenças matam até 6 milhões de pessoas por ano, deixando para trás até 5 milhões de incapacitados. Embora existam muitas doenças deste tipo, as quatro mais comuns incluem: Acidente Vascular Cerebral (AVC), Ataque Isquêmico Transitório (TIA), Hemorragia Subaracnóidea e Demência Vascular.

6 – Peste Bubônica

Causa pela bactéria Yersinia pestis, a peste bubônica foi responsável por uma das mais devastadoras pandemias do mundo, a Peste Negra, que resultou na morte de algo entre 75 a 200 milhões de pessoas na Europa – o número tão discrepante se dá pela falta de registros à época que eram escassos. Transmitida através das pulgas de roedores, a infecção se multiplica através dos linfonodos, causando bubões (bolhas inflamadas) dolorosos na pele. Outros sintomas incluem hematêmese (vômito com sangue) convulsões e necrose da pele.

 

Embora acredite-se que a doença tenha sido extinta, em 2015 foram reportados casos isolados nos EUA, bem como endemias em Madagascar, República Democrática do Congo e Peru.

7 –  Nevralgia do trigêmeo

Conhecida como “tique doloroso”, a nevralgia do trigêmeo é uma doença que provoca uma dor extremamente intensa e rápida em um dos lados da face, durando segundos antes de desaparecer para voltar com maior intensidade. Ela ataca a região do nervo trigêmeo, que conduz informações de sensibilidade da face ao cérebro e possui três ramificações: ramo oftálmico, ramo maxilar e ramo mandibular. 

 

A dor, que é comparada a um choque elétrico, intenso e incapacitante, é desencadeada por ações rotineiras, podendo afetar olhos, lábios, nariz, couro cabeludo, testa e mandíbula. A dor é tamanha que existem relatos de pacientes que não suportam conviver com a condição e tiram a própria vida.

[ Minuto Saudável / Minuto saudável / Minha Vida / Accelerated / Who.Int ] [ Fotos: Reprodução / Minuto Saudável /Minha Vida / Who.Int ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!