TOP 6 das moedas mais valiosas do mundo

de Merelyn Cerqueira 0

O dinheiro, como conceito, é algo muito estranho. Normalmente, os materiais usados para produzi-lo, seja papel ou metais, velem apenas uma fração do valor que é impresso ou gravado em sua face. No entanto, por vezes, graças à raridade causada por acaso histórico, erros de cunhagem ou impressão, o dinheiro acaba valendo muito mais do que seu valor nominal.

 

Dito isso, na lista abaixo, publicada pela Mental Floss, você confere um TOP 5 com as moedas mais valiosas do mundo:

6 – Milhão Canadense: R$ 15 milhões

A moeda que pesa cerca de 100 kg é, por si só, uma raridade. Mas, quando adicionamos o fato de que foi especialmente criada pela Royal Canadian Mint para uma ocasião especial, e que é feito de ouro puro (99,99%), não é de se surpreender que seu valor nominal ($ 1 milhão) seja inflado para cerca de R$ 15 milhões.

 

5 – Florim de Eduardo III: R$ 27,7 milhões

Considere a quantidade de moedas que você costuma perder dentro dos vãos do sofá de casa. Agora, pense em quantas moedas você perderia ao longo de 670 anos. É exatamente por isso que a moeda de ouro Edward III, cunhada em 1343, é tão rara e valiosa. Ela é uma das três do tipo que “sobreviveram” aos séculos, valendo hoje uma bagatela de cerca de R$ 27,7 milhões.

4 – Dobrão de Brasher: R$ 28 milhões

Ephraim Brasher foi um talentoso ourives que pediu permissão ao Estado de Nova York para cunhar um novo conjunto de moedas em cobre em 1787. Embora seu pedido tivesse sido negado, Brasher ignorou a decisão do estado e decidiu cunhar as moedas por conta própria, feitas principalmente de bronze. Uma delas foi um dobrão comprado por uma empresa de investimento de Wall Street, avaliada em R$ 28 milhões.

 

3 – Saint-Gaudens Double Eagle: R$ 28,7 milhões

Um homem chamado Augustus Saint-Gaudens apresentou aos EUA um projeto comercialmente complicado para a produção de uma nova moeda. Após algumas modificações, entre elas a cunhagem da frase “In God We Trust”, feita por Charles Barber, funcionário da Casa da Moeda, o Congresso apoiou a comercialização. Embora a moeda tenha passado pela produção, hoje é incrivelmente rara.

2 – 1933 Double Eagle: R$ 28,7

Um exemplo de uma moeda que tem seu valor devido a peculiaridades históricas é a Double Eagle de 1933, que, embora tenha sido cunhada, nunca foi divulgada publicamente. A história conta que à época Franklin D. Roosevelt impediu que cidadãos norte-americanos possuíssem ouro, em uma tentativa de acabar com a crise bancária que assolava os EUA na década de 1930. Cerca de vinte moedas “escaparam” e atualmente valem muito mais do que seu valor nominal, que era de apenas 20 dólares.

 

1 – Cabelos ao vento: R$ 37,7 milhões

Consegue imaginar uma moeda de apenas um dólar valendo quase R$ 40 milhões. Esse é a caso da primeira moeda de dólar emitida pelo governo federal dos EUA. Em 1794 e 1795, moedas de 10% cobre e 90% prata foram cunhadas pela recém-fundada Casa da Moeda Federal dos EUA. Trazendo o famoso busto da Liberdade, com cabelos fluidos, a lembrança histórica pesou mais do que o valor nominal da peça. Em janeiro de 2013, um dólar do tipo foi vendido por US $ 10 milhões.

[ Mental Floss ] [ Fotos: Reprodução / Mental Floss ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!