Seu pé é muito frio? O problema pode ser mais grave do que parece. Confira 6 possíveis causas!

de Merelyn Cerqueira 0

Durante os meses mais frios do ano é normal que a temperatura de nossos pés e mãos caiam. O problema, no entanto, é que com algumas pessoas isso ocorre de maneira constante, independentemente do número de meias e cobertas utilizadas.

 

Embora na maioria das vezes o motivo seja simplesmente falta de calor ou problemas de circulação, de fato, há sérios condições de saúde que podem deixar seus pés sempre gelados.

1- Doença de Raynaud

A doença de Raynaud normalmente faz com que seus dedos das mãos e pés fiquem sempre frios e dormentes, geralmente quando expostos a temperaturas baixas ou quando você está sob estresse. A condição faz com que pequenas artérias que irrigam sangue para a pele se tornem estreitas, limitando a circulação em algumas áreas.

 

Trata-se de uma doença mais comum em mulheres e pessoas que vivem em climas mais gelados. Além de sentir mais frio, a pele geralmente muda de cor, deixando algumas áreas mais brancas, depois azuis e em seguida vermelhas, à medida que aquece. Quando isso acontece, também é sentida uma sensação de dor espinhosa.

 

2- Hipotireoidismo

O hipotireoidismo ocorre quando a glândula tireoide não produz o suficiente do hormônio que ajuda a manter muitos dos sistemas do corpo funcionando. Os sintomas são sutis e aparecem lentamente, podendo ser confundidos com envelhecimento ou estresse. Eles incluem sensibilidade ao frio, fadiga, ganho de peso e problemas de memória. Além disso, sua pele pode ficar fria, seca e com coceira.

3- Anemia

A anemia ocorre quando uma pessoa não tem glóbulos vermelhos saudáveis ​​suficientes para transportar oxigênio pelo corpo. Os sintomas mais comuns são fraqueza e cansaço, embora, por vezes, também venham acompanhados de frio nas mãos e pés, tontura, falta de ar, dor de cabeça e pele pálida. Em geral, a falta de consumo de ferro em níveis diários adequados é o grande problema ou causador desta doença.

 

4- Doença arterial periférica

Também conhecida como doença vascular periférica, aterosclerose ou endurecimento das artérias, esta condição ocorre quando o colesterol, gordura ou algumas outras substâncias se acumulam nas paredes das artérias. Desses depósitos são formadas estruturas rígidas chamadas placas, que fazem com que as paredes das artérias se estreitem.

 

Pode levar anos para esse endurecimento acontecer e mais ainda para os sintomas aparecerem. Normalmente, os primeiros sinais sentidos incluem desconforto na perna, dor, pele fria nos pés e vermelhidão ou dor nos pés e dedos.

5- Hiperidrose

A hiperidrose descreve um tipo de transpiração excessiva que pode ser frequente ou constante e tipicamente ocorre nas mãos, pés e axilas. Embora pareça não estar relacionada com os pés frios, a condição é caracterizada pela hiperatividade do sistema nervoso simpático, o que leva ao estreitamento das artérias. Portanto, enquanto as mãos e os pés estão suando, também estão recebendo menos fluxo sanguíneo, tornando-se frios e úmidos.

 

6- Neuropatia diabética periférica

A neuropatia diabética periférica é um tipo de dano neural que pode acontecer a pessoas com diabetes com níveis elevados e crônicos de açúcar no sangue. Os sintomas, que são piores durante a noite, incluem dormência, formigamento, ardor, dor e sensação de frio nos pés, pernas ou mãos. Além da neuropatia diabética periférica há ainda a neuropatia periférica, que ocorre como resultado de uma lesão ou alguma outra condição médica subjacente. Neste caso, além das dores nos nervos, também há a sensação de frio

[ MNN ] [ Fotos: Reprodução / Flickr ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!