Jornal Ciência

Conhecimento é tudo.

You are here Saúde Corpo Ameba “zumbi” comedora de cérebros ataca garota nos Estados Unidos

Ameba “zumbi” comedora de cérebros ataca garota nos Estados Unidos

Sua imagem ao microscópio é assustadora, e o que ela faz também.

Essa é a Naegleria fowleri, sua torção e estrutura externa a faz parecer com a face de um fantasma, um palhaço de filmes de terror ou uma máscara usada em festas de Dias das Bruxas.

Este microrganismo, que adora parasitar corpos quentes, já infectou 128 pessoas desde o ano de 1962. Deste total, apenas 1 única pessoal conseguiu sobreviver.

Kali Hardig, uma garota americana, pode se tornar o segundo caso no mundo a sobreviver à infecção com esse microrganismo. Ela mora no Arkansas e tem apenas 12 anos. Contraiu uma forma raríssima de meningite parasitária há duas semanas.

A maioria das vítimas morre após 1 semana de exposição ao protozoário, mas após uma batalha que parecia perdida, Kali não tem, aparentemente, nenhuma ameba em seu fluido espinhal.

Os médicos fizerem o possível nos últimos dias, trabalhando com máquinas sofisticadas e medicamentos. Há 7 dias ela começou a responder ao tratamento e já conseguia responder a perguntas simples feitas por seus familiares.

Jonathan Yoder, epidemiologista do Centro de Controle de Doenças dos EUA, concedeu uma entrevista à National Geographic. Ele explicou que infecções com essa ameba são raríssimas e que casos foram registrados no passado no Kasas, Indiana e em Minnesota.

Uma pesquisa realizada no ano passado mostrou que 50% dos lagos analisados nos EUA têm a presença deste protozoário. As pesquisas avançam para que a detecção desse parasita seja rápida e que ele possa ser eliminado de locais com grande frequência de pessoas.

O site Io9 relatou que a National Geographic aconselha que as pessoas fiquem cientes de que a ameaça existe, mas é extremamente improvável, especialmente nos meses de verão, onde a temperatura é muito alta em alguns países.

Yoder ainda aconselha a usar tampões de nariz ao entrar em um rio e nunca submergir a cabeça: “Qualquer coisa que você fizer para reduzir o risco da água entrar no seu nariz, provavelmente reduzirá o risco de infecção”, finaliza.

>>>Espalhe esta matéria para seus amigos no facebook, twitter ou orkut!

Fonte: LiveScience Foto: Reprodução / Io9

Mistério

Fashion

A busca da humanidade por extraterrestres.

O início dos mistérios ufológicos.

Especial

Fashion

Terrível caracol é o

animal mais venenoso

do mundo

Dossiê

Sport

Conheça o animal mais

resistente do mundo,

o Tardígrado!