Por causa das máquinas, o futuro será assustador e sem empregos, diz Elon Musk

de Gustavo Teixera 0

maquinas-futuro-assustador

Computadores, máquinas inteligentes e robôs parecem ser a força de trabalho do futuro.

 

E à medida que mais e mais empregos forem substituídos pela tecnologia, as pessoas terão menos trabalho a fazer e, em última instância, serão sustentadas por pagamentos do governo. É o que prevê Elon Musk, o icônico futurista do Vale do Silício, fundador e CEO da SolarCity, Tesla e SpaceX.

elon-musk

Existe uma boa chance de termos uma renda básica universal, ou algo assim, devido à automação. Eu não sei o que mais se poderia fazer. Acho que é isso que aconteceria”, disse Musk à emissora de televisão norte-americana CNBC. Em um país com renda básica universal, cada indivíduo recebe um cheque regular do governo. A Suíça considerou instituir um rendimento básico universal de 2.500 francos suíços – cerca de 8.720 reais – por mês. Os eleitores rejeitaram o plano, mas a proposta causou um amplo debate global.

 

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama também abordou a ideia de renda básica universal em uma entrevista com o diretor do MIT Media Lab, Joi Ito, e Scott Dadich, editor-chefe da revista WIRED: “Sendo um rendimento universal o modelo certo, ele seria aceito por uma ampla base de pessoas? É um debate que vamos ter nos próximos 10 ou 20 anos”, apontou Obama.

 

Enquanto a sociedade está especulando lentamente sobre a ideia de uma renda humana básica, a tecnologia está mudando rapidamente a força de trabalho no mundo. Por exemplo, no futuro, caminhões de semirreboque serão capazes de funcionar sem a necessidade de alguém para pilotar. Embora isso não seja amplamente difundido logo no início, esse movimento significa que motoristas de caminhão não terão mais emprego a longo prazo, diz Musk.

 

Alguns motoristas vão migrar para operadores de frota, responsáveis por monitorar o status de uma frota de caminhões, e não pilotar um caminhão individual. Se um caminhão tiver problemas, o operador da frota viria pessoalmente para resolver.

Na verdade, é provavelmente um trabalho mais interessante do que apenas dirigir um caminhão“, diz Musk. É provável que motoristas de caminhão desempregados possam ver a situação de forma positiva. Mas o otimista Musk vê o aumento de automação como um benefício geral para a sociedade: “As pessoas terão tempo para fazer outras coisas, coisas mais complexas, coisas mais interessantes. Certamente terão mais tempo de lazer”, comenta Musk.

 

Um longo tempo de lazer pode parecer bom, mas também pode ser uma perspectiva intimista. Para muitos, ter um emprego e um lugar para estar todo dia dá propósito e sentido à vida. O próprio Musk é impulsionado por suas ambições profissionais. Ele não precisou trabalhar para pagar suas contas por mais de uma década. Em 2002, Musk vendeu o PayPal, a empresa de pagamentos on-line de que foi cofundador, para o eBay, em um acordo que colocou 165 milhões de dólares em seu bolso.

 

Em vez de retroceder, ele lançou várias empresas e está tentando chegar a Marte. Mesmo que a ambição de Musk possa ser maior do que a média, muitas pessoas provavelmente também vão querer continuar em algum tipo de trabalho.

[ CNBC ] [ Fotos: Divulgação / Thyssenkrupp / Flickr