O que a aparência de seus pés diz sobre sua saúde? Médico alerta 5 sinais que não devem ser ignorados

de Merelyn Cerqueira 0

Unhas amarelas e grossas, cheiro pungente e pele fria são alguns dos sinais que nossos pés enviam para dizer que algo não está certo com o corpo. Em um artigo para o Daily Mail, o médico Dr. Dawn Harper discutiu alguns desses sinais comuns que não devem ser ignorados e que revelam muito sobre nossa saúde.

 

1 – Cor e temperatura

Pés frios podem sinalizar problemas de circulação, e devem ser verificados, segundo o médico. “Seus pés devem ser da mesma cor que o resto do seu corpo. Todos nós ficamos com os pés azuis ocasionalmente, mas aqueles que estão sempre azuis escuros podem representar um sinal de má circulação. Pode ser mais difícil de ver em peles mais escuras”.

 

Tente pressionar os dedos na sola dos dedos dos pés. A pele deve ficar pálida (esbranquiçada) e retornar a cor normal assim que você liberar a pressão. Se isso levar algum tempo, é chamado de retorno capilar ruim e pode ser um sinal de problemas circulatórios”.

 

Ele alertou ainda que, da mesma forma, pés permanentemente frios podem refletir problemas circulatórios e devem ser verificados uma vez que, em casos extremos, a má circulação pode levar à gangrena. Logo, peça a um médico que verifique sua pressão arterial e teste seus níveis de colesterol e glicose.

> Seu pé é muito frio? O problema pode ser mais grave do que parece. Confira 6 possíveis causas!

2 – Câimbra

Quando o corpo fica com pouco líquido e eletrólitos, os músculos se tornam mais vulneráveis ​​a espasmos e cãibras. Quando ocorrem normalmente, as cãibras nos pés costumam desaparecer com um alongamento ou massagem. No entanto, se ocorrem mais do que ocasionalmente, podem representar um problema de fluxo sanguíneo deficiente.

 

Cãibras crônicas ou recorrentes no pé também costumam afetar as pernas. Isso pode sinalizar deficiência de minerais como potássio, cálcio ou magnésio (o magnésio, por exemplo, desempenha um papel na transmissão neuromuscular e contração muscular) ou problemas mais sérios, como uma compressão nervosa.

3 – Unhas

Unhas amarelas podem ser causadas pelo uso excessivo de esmalte. No entanto, é importante ficar de olho neste sinal, porque unhas grossas e descoloridas podem ser um sinal de infecção fúngica – e infecção por fungos, geralmente, são bastante difíceis de tratar, levando meses para total eliminação, além de muita disciplina do paciente.

 

“O seu médico provavelmente vai querer enviar alguns pedaços de unhas para um laboratório para análise antes de prescrever esmaltes antifúngicos ou comprimidos”, disse Harper. Fungos de unhas afetam mais adultos, uma vez que as chances de adquiri-los aumentam com a idade. Na grande maioria dos casos, eles se desenvolvem na borda frontal ou lateral da unha, em pessoas com o sistema imunológico enfraquecido.

 

No entanto, o médico alerta para que “se você perceber algo que se pareça com um hematoma debaixo da unha, mas não se lembra de ter machucado a região ou sofrido pancadas, é importante verificar porque às vezes pode se tratar de um câncer de pele”.

 

Estima-se que cerca de 1,4% dos casos de melanoma (câncer de pele) diagnosticados no Reino Unido, por exemplo, são aqueles que afetam as unhas, segundo um estudo publicado no Journal of Foot and Ankle Research.

> Por que os pés despertam fetiche em algumas pessoas?

4 – Pele seca ou rachada

A pele seca que não é resolvida pela constante hidratação pode ser um sinal de hiperceratose plantar, uma condição que causa o engrossamento da camada exterior da pele, que contém uma proteína chamada queratina.

 

Atividades que exercem pressão repetida sobre o pé, como correr ou andar descalço, podem causar essa formação e pessoas idosas correm um risco maior de desenvolvê-la, uma vez que possuem tecido adiposo reduzido na pele. Outras causas podem ser pé de atleta, dermatite, psoríase, eczema ou ceratodermia (acentuado espessamento da pele).

5 – Odor ruim

“Os pés fedorentos podem ser um sinal de infecção, sendo o mais comum o pé de atleta, que é causado por um fungo”, disse Harper. Os sintomas do pé de atleta incluem coceiras, ardor, bolhas, rachaduras e pele seca entre os dedos e solas dos pés.

 

Você pode pegar o fungo através do contato direto com uma pessoa infectada, ou tocando superfícies contaminadas, como o chão de banheiros públicos ou de academias, por exemplo. “Os fungos adoram ambientes quentes e úmidos. Se você tem esse problema, adquira o hábito de secar entre cada dedo do pé depois de tomar banho e passar mais tempo pé descalço para permitir que o pé seque”.

 

O ideal é que você mude suas meias todos os dias (nem pense em usar duas vezes!) e tente usar fibras naturais como algodão e fuja de meias sintéticas. Pessoas que treinam, por exemplo, retêm maior umidade nos calçados, portanto, se puder, invista em um segundo par e, quando não estiver usando o outro, encha-os com papel toalha ou papel higiênico e deixe em um lugar quente e seco.

 

“Um farmacêutico também poderá aconselhar sobre cremes e talcos para tratar os fungos”, concluiu o médico. O pé de atleta pode ser mais difícil de curar se você tiver diabetes ou um sistema imunológico enfraquecido – o que geralmente poderá levar meses.

LEIA MAIS!

> Seu pé é muito frio? O problema pode ser mais grave do que parece. Confira 6 possíveis causas!

> Por que os pés despertam fetiche em algumas pessoas?

> Remédio caseiro promete acabar com o chulé de forma definitiva

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Curiosidades / Dicas de Saúde / Rabiskos ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!