NASA em estado de atenção: asteroide descoberto semana passada fará aproximação da Terra amanhã

de Merelyn Cerqueira 0

Um asteroide descoberto há menos de uma semana está vindo em direção a Terra 20 vezes mais rápido que a velocidade do som.

 

A NASA espera que o objeto, nomeado como Asteroide 2019 BB5, faça sua maior aproximação amanhã. O centro de pesquisa Jet Propulsion Lab (JPL) informou que é provável que ele passe às 09h18, horário de Brasília, amanhã, 7 de fevereiro.

Ilustração do formato que teria o asteroide 2019 BB5. Foto: Reprodução / Express / Getty

O asteroide foi observado pela primeira vez no dia 30 de janeiro, sendo que a última verificação ocorreu no último dia 4. Estima-se que amanhã ele comece a passar pelo planeta a velocidades de mais de 6,38 km por segundo. Quando isso acontecer, o objeto alcançara sua distância mais próxima possível da Terra.

 

No entanto, não há nada para nos preocuparmos, uma vez que a menor distância dessa aproximação será de 4,25 milhões de quilômetros. 

 

Por outro lado, é relevante ressaltar que objetos próximos da Terra, os chamados NEOs, como o BB5, frequentemente passam pelo nosso planeta em sua jornada ao redor do Sol, mas raramente atingem o planeta.

De acordo com a NASA, enquanto orbitam o Sol, os NEOs podem fazer essa aproximação. No entanto, quando um objeto é classificado como “perto demais”, isso significa que estamos falando em milhões ou dezenas de milhões de quilômetros de distância quando ele passar.

JPL, o laboratório da NASA que monitora de perto a atividade de objetos espaciais possivelmente ameaçadores, irá colher dezenas de dados com a passagem do 2019 BB5. Foto: Reprodução / Express / Getty

O JPL verificou que o asteroide tem o tamanho da maioria dos asteroides do Sistema Solar, medindo até 27,9 metros e pesando 11 mil toneladas, de acordo com o jornal britânico Express. Além disso, é também alguns dos mais imprevisíveis. Atualmente existem cerca de 791.515 asteroides conhecidos e 3.562 cometas nas profundezas do espaço.

 

“Com crescente regularidade, os cientistas estão descobrindo asteroides e cometas com órbitas incomuns, que os aproximam da Terra e do Sol”, disse a NASA em comunicado oficial. “Muito poucos desses corpos são perigos em potencial para a Terra, mas quanto mais soubermos e entendermos sobre eles, mais bem preparados estaremos para tomar as medidas apropriadas em rota de colisão”.

 

A NASA prossegue: “Conhecer o tamanho, forma, massa, composição e a estrutura desses objetos ajudará a determinar a melhor maneira de desviar uma rocha espacial quando encontrarmos uma que ameace a vida na Terra”.

 

Embora BB5 faça sua aproximação amanhã, essa não será a última vez que ouviremos falar sobre ele. Com base em cálculos orbitais da NASA, o asteroide passará por Vênus em julho de 2021 e voltará a visitar a Terra em novembro do mesmo ano.

 

A NASA espera que o asteroide volte outras vezes até, pelo menos, dezembro de 2182.

[ Fonte: Express ]

[ Fotos: Reprodução / Express / Getty ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!