Mulher mais gorda do mundo morre aos 37 anos nos Emirados Árabes devido a problemas de saúde causados pelo seu tamanho

de Merelyn Cerqueira 0

mulher-mais-pesada-do-mundo_capa

Eman Ahmed Abd El Aty, 37 anos, de Alenxandria, Egito, morreu devido a complicações associadas ao seu peso.

 

Eman, que chegou a pesar quase 500 quilos, estava internada em um hospital nos Emirados Árabes Unidos, e antes que pudesse realizar uma cirurgia no início do ano, desde a adolescência não era capaz de levantar da cama. Os médicos do Hospital Burjeel, em Abu Dhabi, informaram que a egípcia morreu devido a doenças cardíacas e disfunção renal, segundo informações do Daily Mail.

mulher-mais-pesada-do-mundo

Os médicos atestam que o ganho de peso de Eman esteve associado a um problema de tireoide. No entanto, a família da mulher afirma que ela sofria de um caso de elefantíase – uma infecção parasitária que provoca um inchaço extremo nos membros do corpo – que vinha enfrentando desde os 11 anos.

mulher-mais-pesada-do-mundo_2

Ainda jovem, Eman sofreu um acidente vascular cerebral, que a deixou acamada e promoveu ainda mais o seu ganho de peso. Então, após um pedido desesperado de ajuda, sua família conseguiu que um médico em Mumbai tratasse o caso gratuitamente.

mulher-mais-pesada-do-mundo_1

Em março deste ano, Eman Ahmed Abd El Aty foi levada a Mumbai em um avião adaptado, projetado para exportar pesos como o de seu corpo. Assim, após perder 100 quilos para se ajustar a mesa de operações, passou com sucesso por uma cirurgia gástrica. Em abril, foi reportado que ela havia perdido 300 quilos, mais da metade de seu peso.

mulher-mais-pesada-do-mundo_capa_3

Para dar continuidade ao tratamento, ela foi enviada aos Emirados Árabes Unidos, em maio deste ano, onde foi tratada por uma equipe de 20 médicos. O plano era que ela fosse monitorada e recebesse fisioterapia para recuperar o uso dos membros, o que de fato ela começou. No entanto, Eman acabou morrendo poucos dias depois de chegar nos Emirados Árabes, devido a complicações relacionadas ao seu peso, que incluía doença cardíaca e problemas renais, de acordo com os médicos.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail / Saifee Hospital ]