Maconha causa mutação em espermatozoides e homens devem parar de fumar 6 meses antes de terem filhos, diz estudo

de Ötto Valverde 0

Homens devem parar de fumar maconha (a famosa planta da espécie Cannabis sativa) pelo menos 6 meses antes de tentarem ter filhos, é o que diz o mais recente estudo.

 

Os cientistas utilizaram amostras de homens que usaram a droga pelo menos uma vez por semana e descobriram que o DNA dos espermatozoides nadadores (os mais rápidos e com capacidade para fecundação) sofreram mutações – alterando o DNA.

 

As mutações encontradas no DNA codificam o crescimento e o desenvolvimento de órgãos. Estas mesmas mutações estão ligadas ao câncer no futuro.

> Maconha vicia e gera prejuízos permanentes no cérebro, diz novo estudo

Embora ainda não esteja claro se as mutações nos espermatozoides possam, de fato, serem expressas nos filhos, os cientistas por trás do estudo aconselham aos homens cautela se querem ter filhos saudáveis.

 

O estudo, publicado na revista científica Epigentics, foi liderado pela Dra. Susan Murphy, da Universidade de Duke, nos EUA. Além das recomendações, o estudo mostrou que usuários de maconha têm concentrações menores de espermatozoides em seu esperma, comparado com homens que não usam a droga.

 

O estudo mostrou que quanto maior a concentração de THC (tetrahidrocanabinol – substância ativa responsável por dar “barato” nos usuários) na urina, mais afetados eram os espermatozoides.

 

Os dados foram encarados com surpresa pelos cientistas, embora os próprios pesquisadores afirmam que outros fatores como o sono, nutrição e álcool, que também afetam os espermatozoides, não foram avaliados nesta pesquisa. Agora, a Dra. Susan Murphy planeja executar uma pesquisa maior, com mais dados, para entender melhor o funcionamento e qual a relação direta entre maconha e fertilidade, bem como doenças congênitas por mutações no DNA.

> Composto da maconha pode ser um eficaz antidepressivo, descobre impressionante estudo

Os cientistas querem testar o sangue do cordão umbilical de bebês nascidos de pais que fumam maconha para determinar se as mudanças genéticas nos espermatozoides passam para os filhos, podendo gerar consequências futuras.

 

Sabemos que há efeitos do uso de Cannabis sativa nos mecanismos de regulação do DNA do espermatozoide, mas não sabemos se podem ser transmitidos para as próximas gerações”, afirma Dra. Murphy.

 

Na falta de um estudo mais abrangente e definitivo, o melhor conselho seria assumir uma mudança de postura e entender que as mutações nos espermatozoides estarão lá. Não sabemos ainda se são permanentes. Eu diria, por precaução, que parem de usar maconha pelo menos 6 meses antes de tentarem engravidar”, salientou.

LEIA MAIS!

> Maconha vicia e gera prejuízos permanentes no cérebro, diz novo estudo

> Composto da maconha pode ser um eficaz antidepressivo, descobre impressionante estudo

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Corporate duke health ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!