Fidget spinners podem apresentar risco de estrangulamento para crianças, diz grupo de vigilância

de Julia Moretto 0

fidget-spinners

Um grupo de vigilância emitiu um aviso contra fidget spinners, já que os dispositivos podem se desmontar, e as peças pequenas podem apresentar risco de asfixia.

 

Os spinners já estão proibidos em muitas escolas, porque distraem os estudantes, segundo a World Against Toys Causing Harm (W.A.T.C.H). Nos Estados Unidos, houve casos de crianças que foram levadas aos hospitais depois de ficarem sufocadas com as peças de spinner.

 

“Não se deixe levar por uma falsa sensação de segurança de que um brinquedo é seguro simplesmente porque é popular”, disse o presidente da organização, Joan Siff.

 

Fidget spinners são pequenos dispositivos que uma pessoa pode girar entre seus dedos ou em uma superfície. Na semana passada, autoridades alemãs destruíram 39 toneladas do brinquedo por questões de segurança. Eles dizem que testaram os brinquedos, que vieram da China, e descobriram que os pedaços poderiam cair e funcionar como sufocantes para crianças pequenas.

 

A porta-voz da alfândega, Christine Strauss, diz que também faltam outros detalhes exigidos, como instruções legítimas e informações sobre a empresa que produziu o produto. Os dispositivos são regularmente comercializados para ajudar a proporcionar maior foco e alívio do estresse para pessoas que têm Transtorno de Déficit de Atenção (TDA), Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), Ansiedade e Autismo – no entanto, não há nenhuma prova que evidencie esses benefícios.

Os especialistas até reivindicam que os spinners não distraem só a criança que usa, mas também as outras crianças nas proximidades, o que fez as escolas proibirem seu uso. Dr. Mark Rapport, diretor da Clínica de Aprendizagem Infantil da Universidade da Flórida Central, disse ao Daily Mail Online que não encontrou qualquer evidência científica dos supostos efeitos positivos dos dispositivos.

 

O estudo de Dr. Rapport, em 2015, descobriu que as crianças com TDAH que participaram de atividades envolvendo “movimento corporal grosseiro”, que é o movimento dos membros ou grandes partes do corpo, apresentaram maior sinal de melhora do que aqueles que ficaram sentados durante as tarefas de memória.

 

No entanto, os giradores não exigem que o usuário se envolva no movimento grosseiro do corpo, o que parece aumentar a excitação do cérebro para se envolver em muitas tarefas cognitivas, disse Dr. Rapport. É mais provável que usar um dispositivo giratório como o gadget sirva de distração do que como benefício para indivíduos com TDAH“, disse ele.

A organização também advertiu sobre os perigos de incêndio das baterias de lítio em hoverboards. Segundo Joan Lawrence, vice-presidente de padrões de segurança da The Toy Association, a W.A.T.C.H não conta a história inteira e “tende a assustar os pais de forma inopinada”. Ele disse que scooters não motorizados e hoverboards não são considerados brinquedos sob as definições regulatórias federais.

 

No mês passado, a Associação de Brinquedos emitiu suas próprias diretrizes para os pais que pensam em comprar spinners respeitem as recomendações de idade na embalagem. O documento recomenda a compra apenas de lojas respeitáveis ​​e a frequente inspeção para verificar se há peças soltas.

[ Daily Mail ] [ Foto: Reprodução / Pixabay ]