Esta fonte de enxofre é um dos lugares mais quentes da Terra

de Julia Moretto 0

A Etiópia é o lar de algumas das paisagens mais bonitas do mundo. No início deste mês, o premiado fotógrafo Carl Court visitou um jato localizado na base do vulcão Dallol. O local impressionante fica a aproximadamente 600 quilômetros ao norte da capital Addis Ababa.

 

Dallol é o vulcão terrestre mais baixo da Terra, está a 48 metros abaixo do nível do mar. Sua última erupção registrada foi em 1926. O fenômeno se estende por quilômetros em todas as direções e na distância, é possível ver montanhas altas, algumas das quais são vulcões extintos.

Dallol-Ethiopie_(13)

O lugar mantém o recorde da temperatura média mais alta de qualquer lugar habitado na Terra, que pode regularmente exceder 46º C. Apesar do calor, as comunidades etíopes continuam a tradição secular de minerar sal do chão manualmente. As crateras estão cheias de cores impressionantes: amarelo, laranja e verde. E tudo isso é graças ao magma quente abaixo da superfície, que empurra sal, enxofre, potássio e outros minerais para cima. À medida que a salmoura evapora da superfície, formam-se salinas nas crateras, que são brancas, amarelas, castanhas, alaranjadas e verdes.

Dallol-Ethiopie_(49)

 

Algas extremófilas – que podem viver em condições extremas – também contribuem para a cena colorida. “Como fotógrafo, um de meus interesses principais é como a vida, a cultura e o ambiente podem ser retratados e mostrados em imagens fixas“, disse Court. “Em Danakil não foi difícil fazer isso porque tudo é muito dramático e completamente fora do comum“. Dallol recebe muitos turistas. Eles precisam tomar cuidado com o calor intenso, os perigos das piscinas de ácido e gases tóxicos que são liberados pelas crateras.

 

Este artigo foi originalmente publicado pela Business Insider.

[ Science Alert ] [ Fotos: Reprodução / Wikimedia / Wikimedia / Flickr ]