Empresa cria carne de frango a partir de células cultivadas em laboratório

de Merelyn Cerqueira 0

carne-de-frango-laboratório_01

Uma startup de São Francisco (EUA), chamada Memphis Meats, afirmou ter desenvolvido a primeira carne de frango cultivada em placas de Petri.

 

A carne foi cultivada a partir de células de aves e sem o uso de ovos ou danos às galinhas. De acordo com a empresa, o método, que poderia estar no mercado muito em breve, tem o potencial para revolucionar a indústria da carne, porque evita o alto custo de alimentação e criação de gado.

carne-de-frango-laboratório_02

A startup revelou seu novo projeto durante um teste de sabor realizado no dia 14 de março, em que cientistas e chefs de cozinha experimentaram o alimento que eles chamaram de “carne limpa”. Além da carne de frango, os cientistas revelaram um pedaço de pato, também criado em laboratório, e preparado ao molho de laranja. O frango é atualmente uma das carnes mais populares no continente americano, com consumidores comendo individualmente uma média de 40kg ao ano. Ainda, apenas nos EUA, ela representa um mercado anual de 90 bilhões de dólares.

 

A Memphis Meat, bem como a Mosa Meat, da Holanda, já havia desenvolvido uma forma de carne bovina em laboratório, que foi transformada em almôndegas e hambúrguer. No entanto, esta é a primeira vez que o experimento envolve carne branca.

carne-de-frango-laboratório_03

Para o procedimento de criação dos hambúrgueres bovinos, os cientistas usaram células-tronco extraídas do músculo de uma vaca durante uma biópsia. As células então foram incubadas em uma espécie de “caldo” nutritivo até que se multiplicassem criando um tecido. Este então foi cultivado em laboratório, resultando em 20.000 tiras de carne que foram picadas e misturadas com sal, farinha de rosca, ovo, fermento e corantes vermelhos naturais.

A Memphis Meat assume que a descoberta só foi possível graças a uma plataforma tecnológica que estão construindo para produzir novos produtos de “carne limpa”. Segundo ela, a plataforma permitirá a criação de uma variedade de diferentes carnes com sabores refinados, textura e perfil nutricional variado. A ideia da empresa é que o frango cultivado em laboratório possa estar disponível para mercado em 2021.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]