Documentos revelam que a CIA recrutou o mágico Uri Geller para testar suas habilidades psíquicas

de Merelyn Cerqueira 0

Uri-Geller_01

A CIA recentemente tornou públicos cerca de 13 milhões de documentos na internet, de acordo com o jornal Daily Mail.

 

Entre eles, um que relatava o experimento que fez parte do controverso programa de investigações psíquicas, chamado Stargate, que contou com o ilusionista e mágico israelense naturalizado britânico, Uri Geller – que ficou popular durante a década de 70 ao afirmar ter poderes paranormais –para testes.

Uri-Geller_04

Os registros contam que em 1973, Geller foi levado para um centro de pesquisa em Stanford, onde ficou por cerca de oito dias para ter suas habilidades psíquicas testadas por agentes. Para isso, cientistas tiravam palavras aleatórias de um dicionário e tentavam representá-las em papel, desenhando esboços relacionados a elas. Geller, por sua vez, estava em uma outra sala fechada e deveria representar – também em forma de desenhos – oque acreditava que os cientistas da CIA estavam rabiscando.

 

Os relatórios apontam que o ilusionista demonstrou de forma convincente suas habilidades paranormais. Sua dedução mais bem-sucedida foi a de um cacho de 24 uvas, que conseguiu reproduzir de forma idêntica.

Uri-Geller_02

Em dos testes, a palavra “fusível” foi usada pelos cientistas para representar um foguete, e Geller desenhou um “cilindro com uma espécie de pavio aceso saindo da ponta”. Outro, que era uma pipa, o ilusionista desenhou um quadrado cortado por duas linhas transversais, algo bem semelhante ao original. Em uma outra ocorrência, os cientistas reproduziram um camelo enquanto Geller fez uma espécie de cavalo selado.

Uri-Geller_03

Falando ao Daily Telegraph após a revelação dos documentos, Geller afirmou que seu papel em programas de TV era um bom disfarce para os trabalhos de espionagem que fazia. “Eu não me importo com os céticos”, disse. “Eu fiz muitas coisas para a CIA”.

 

Entre os trabalhos feitos, o homem que impressionou a CIA com suas habilidades psíquicas alega que em uma ocasião teve que ficar do lado de fora da Embaixada Russa no México para apagar disquetes que eram trazidos por agentes russos. Em outra, disse que teve de fazer o coração de um porco parar – “provavelmente para que pudessem fazer o mesmo no coração de Andropov, chefe da KGB”, disse.

Uri-Geller_05

 

George Clooney basicamente me interpretou naquele filme ‘O homem que falava com as cabras”, disse. “Não era realmente cabras, mas sim porcos”. Quando questionado sobre se já havia sido testado pelo MI6, a agência secreta britânica, respondeu: “Sem comentários”.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail / Flickr