Cientistas descobriram “Grande Mancha Fria” de milhares de anos de idade em Júpiter

de Gustavo Teixera 0

aurora-no-polo-de-Jupiter

Outra “Grande Mancha Vermelha” foi encontrada em Júpiter. Os cientistas relataram que a extensão é de 24.000 quilômetros de comprimento e 12.000 quilômetros de largura.

 

Ela está na atmosfera superior e é muito mais fria do que os arredores quentes, por isso recebeu o nome “Grande Mancha Fria”. Ao contrário da Grande Mancha Vermelha do planeta gigante, este sistema recentemente descoberto está mudando continuamente na forma e no tamanho.

mancha-fria-jupiter_01

Ela é formada pela energia das auroras polares de Júpiter. Uma equipe liderada por britânicos usou um telescópio no Chile para traçar a temperatura e a densidade da atmosfera de Júpiter. Quando os pesquisadores compararam os dados com milhares de imagens tiradas nos anos passados ​​por um telescópio no Havaí, a Grande Mancha Fria se destacou e poderia ter milhares de anos.

 

A Grande Mancha Fria é muito mais volátil do que a Grande Mancha Vermelha que muda lentamente, mas tem reaparecido, enquanto temos dados para buscá-la por mais de 15 anos“, disse Tom Stallard, da Universidade de Leicester e principal autor do estudo. Os pesquisadores observaram emissões espectrais do íon hidrogênio H3+ usando o instrumento CRIRES no Very Large Telescope.

  mancha-fria-jupiter_02

Este íon é abundante na atmosfera de Júpiter, e permitiu-lhes mapear sua temperatura média e a densidade. Eles também usaram imagens da Infrared Telescope Facility da NASA entre 1995 e 2000 para fazer as comparações. O que é surpreendente em Júpiter é que, ao contrário dos sistemas meteorológicos na Terra, a Grande Mancha Fria foi observada no mesmo local ao longo de 15 anos“, disse Stallard.

 

Isso o torna mais comparável aos sistemas climáticos na atmosfera mais baixa de Júpiter, como a Grande Mancha Vermelha”, completou. De acordo com o pesquisador, pode haver outras características como esta na atmosfera superior de Júpiter. Os cientistas estarão à procura delas enquanto também estudam a Grande Mancha Fria mais profundamente, usando telescópios terrestres, bem como a nave espacial Juno da NASA em órbita em torno de Júpiter.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ]