Astrônomos investigam objeto estranho, isolado e parecido com um planeta

de Gustavo Teixera 0

PotentialRoguePlaneta_web_1024

Em 2012, os astrônomos descobriram um objeto isolado e desconcertante em uma galáxia próxima:com mais massa do que Júpiter, parecia muito um dos planetas mais próximos que já foi encontrado. O único problema é que ele não igual a nenhum planeta visto anteriormente.

 

Agora os cientistas investigaram o objeto estranho, conhecido como CFBDSIR 2149-0403, e encontraram evidências de que ele pode não ser realmente um planeta, afinal de contas, ele é mais “astuto” do que se esperava. Embora a maioria dos planetas seja encontrada ordenadamente orbitando uma estrela, nos últimos anos está se tornando cada vez mais comum para os cientistas detectar um planeta interestelar ocasional – um planeta que foi expulso de seu sistema estrelar, ou nunca teve um, e agora está orbitando a galáxia.

 

Quando os pesquisadores encontraram CFBDSIR 2149-0403 em 2012,0020 eles estavam particularmente animados, pois parecia ser o planeta interestelar mais próximo que já foi detectado, a pouco mais de 100 anos-luz de distância. É sempre difícil determinar se esses candidatos a planeta interestelar são realmente planetas, ao contrário de estrelas anãs marrons, que são objetos estelares mais pesados ​​do que os planetas mais pesados ​​no Universo, mas são mais leves do que as estrelas mais leves, e não têm bastante massa para sustentar a fusão nuclear.

 

Mas com base no que os pesquisadores puderam coletar sobre CFBDSIR 2149-0403 na época, concluíram que ela tinha uma massa cerca de quatro a sete vezes a de Júpiter, tornando-se um candidato a planeta interestelar. Sugeriu-se também que o suposto planeta interestelar provavelmente viajaria como parte de algo chamado o grupo de movimento AB Doradus– um grupo de objetos orbitando a galáxia onde todos têm aproximadamente a mesma idade, portanto, provavelmente foram formados no mesmo local.

 

Baseados nessa suposição, cientistas previram que CFBDSIR 2149-0403 deve ser um planeta relativamente jovem com 50 a 120 milhão anos de idade. O único problema com a suposição de que o CFBDSIR 2149-0402 era um planeta interestelar era que se baseava apenas em um punhado de observações iniciais. A conclusão não foi amplamente aceita pela comunidade científica – especialmente porque também não havia evidência de que o objeto tivesse se formado como planeta e fosse de qualquer sistema estelar.

 

Para descobrir o que realmente estava acontecendo, uma equipe de pesquisadores liderada por Philippe Delorme, da Universidade de Grenoble, na França, um dos astrônomos que encontraram CFBDSIR 2149-0403, observou o objeto nos últimos anos, usando vários telescópios de múltiplos comprimentos de onda. Os pesquisadores descobriram que o objeto é ainda mais estranho do que inicialmente se pensava.

 

Em primeiro lugar, com base nas novas observações, a equipe obteve uma estimativa mais precisa de sua localização, onde está viajando, e concluiu que o CFBDSIR 2149-0403 não pode fazer parte do grupo de movimento AB Doradus. Isso é uma boa e uma má notícia para a classificação: embora forneça novas informações, também remove as restrições de idade que estavam fixadas. Embora a determinação certamente tenha melhorado o nosso conhecimento do objeto, também tornou mais difícil seu estudo, adicionando idade como um parâmetro livre“, disse Delome.

A equipe também descobriu que o objeto tem baixa gravidade ou conteúdo de metal excepcionalmente alto, conhecido como alta metalicidade. E as novas observações deixaram menos certezas sobre a massa do objeto, o que significa que não podemos mais dizer com segurança se é um planeta ou uma estrela anã marrom. Com base nestes resultados, existem duas hipóteses: CFBDSIR 2149-0403 é um jovem planeta interestelar com massa entre 2 e 13 vezes a massa de Júpiter, ou é uma estrela anã marrom altamente metálica, com massa que varia de 2 a 40 vezes a massa de Júpiter. Ou talvez seja algo completamente diferente.

 

O CFBDSIR 2149-0403 é um objeto sub estelar atípico que é um ‘planeta flutuante livre’, ou uma rara estrela anã marrom de alta metalicidade, ou uma combinação de ambos“, disse Delormeao site Phys.orgOs resultados foram publicados no site arXiv.org antes da revisão por pares, por isso até que outros na comunidade de astronomia a examinem e verifiquem o trabalho,precisamos aguardar. 

 

Mas a boa notícia é que o CFBDSIR 2149-0403 está relativamente perto, então só é preciso continuar a observá-lo para obter uma melhor compreensão da natureza dos planetas interestelaresou estrelas anãs marrons.

[ Science Alert ] [ Fotos: Reprodução / Science Alert ]