Asteroide “potencialmente perigoso” maior que o prédio mais alto do mundo passará próximo da Terra em fevereiro

de Merelyn Cerqueira 0

Um asteroide nomeado como 2002 AJ129 foi classificado pela NASA como “potencialmente perigoso”.

 

Ele passará pela Terra no próximo dia 4 de fevereiro, a uma velocidade de 107.806 km/h – 15 vezes mais rápido do que o avião tripulado mais rápido do mundo. O asteroide gigante também é maior do que o edifício mais alto do mundo, segundo informações do Daily Mail.

 

Com cerca de 1,1 km de largura, a gigantesca pedra espacial é mais longa do que o arranha-céu Burj Khalifa, localizado em Dubai, que possui 160 andares e 828 metros de altura. Ele também viaja tão rápido (15 vezes mais ) quanto o avião hipersônico norte-americano X-15, que atinge uma velocidade de 7.300 quilômetros por hora.

O asteroide está programado para passar pelo nosso planeta no dia 4 de fevereiro, a uma distância relativamente próxima – em termos espaciais – de 4.208.641 quilômetros. Para efeito de comparação, a distância entre a Terra e a Lua é de 384.400 km.

 

A NASA descreve como “perigosos” objetos com potencial de passar pela Terra em uma distância de 7.403.00 quilômetros.

 

Segundo um estudo feito em 2006 sobre impactos de asteroides, se 2002 AJ129 atingisse a Terra poderia causar uma mini era do gelo no planeta. Isso porque o impacto levaria a uma redução da temperatura média global de 8°C, uma vez que possui mais de um quilômetro de largura.

 

De acordo com os cientistas, esse “impacto global grave” duraria por muitos anos, tornando o planeta um lugar muito mais escuro, seco e frio. No pior dos cenários, o fulgor do impacto permaneceria na atmosfera da Terra por cerca de 10 anos.

Entretanto, a NASA não acredita que esse asteroide em particular atingirá nosso planeta. Se esse fosse a caso, embora ainda não tenhamos métodos de desviá-lo, poderíamos apenas mitigar o impacto e tomar medidas que protejam o maior número de vidas.

 

Para isso, os cientistas precisariam descobrir o mais cedo possível sobre a trajetória da órbita do asteroide, tamanho, forma, massa, composição e dinâmica rotacional, a fim de determinar a gravidade de um impacto potencial.

[ Daily Mail / Express ] [ Fotos: Reprodução / Jornal Ciência ]