Aliens estariam nos observando como se fôssemos animais de zoológicos, afirma astrônomo

de Merelyn Cerqueira 0

Quais são as chances de que a vida na Terra seja a única no Universo? Existem provavelmente 100 planetas semelhantes ao nosso, mas nunca ouvimos falar de qualquer forma de vida como a humana.

 

E nós não somos a primeira geração a questionar a vida além da Terra. De fato, Enrico Fermi, físico ganhador do Prêmio Nobel por sua pesquisa sobre radioatividade e reações nucleares, também achou que a possibilidade é muito provável. Foi por isso que, um dia, enquanto estava sentado em um café com os amigos, propôs a seguinte pergunta: “Onde está todo mundo?”. Em 1950, esse questionamento ficou conhecido como Paradoxo de Fermi. Afinal, como podemos não ter qualquer evidência de vida alienígena quando é muito provável que elas existam?

Fermi argumentava que uma civilização alienígena com um sólido programa espacial poderia levar apenas 10 milhões de anos para assumir toda a nossa galáxia. Considerando que a Via Láctea exista há 10 bilhões de anos, é de se imaginar que eles tenham tido muitas chances.

Hipótese do Zoológico

Uma resposta hipotética para o Paradoxo de Fermi é a Hipótese do Zoológico, proposta pelo astrônomo do MIT, John A. Ball, em 1973. Ela sugere que os alienígenas sabem que nós terráqueos estamos aqui, mas estão propositadamente evitando o contato, optando por nos estudar de longe.

 

Em outras palavras, é como se fôssemos animais, a Terra um grande zoológico e os alienígenas os visitantes curiosos que apenas olham e não tocam ou alimentam esses animais. Ball sugeriu ainda que talvez civilizações alienígenas sejam avançadas o suficiente para saber que não devem influenciar nossa sociedade primitiva, ou não se envolver com outras formas de vida inteligentes.

 

De fato, o astrônomo apresentou 10 possíveis soluções para o Paradoxo de Fermi, sendo que a Hipótese do Zoológico abrange duas delas: a primeira de que os alienígenas estão nos estudando apenas casualmente e a segunda porque eles nos acham “interessantes” e, portanto, estão prestando atenção. Contudo, em ambos os cenários eles ativamente estão nos evitando.

Outra das soluções propostas por Ball, e fora da ideia de zoológico, é que os alienígenas sabem que nós existimos, mas simplesmente não se importam com isso. Neste cenário, ele aponta que não representamos qualquer ameaça e não temos nada que eles queiram. Esta é uma resposta provável, mas muito impopular, pois parece degradar a importância da humanidade, e não gostamos de não nos sentir importantes”, escreveu ele.

 

Entretanto, a resposta mais popular para o Paradoxo de Fermi é que a vida alienígena ainda é muito primitiva, ou já existiu e acabou. Porém, é apenas mais uma das hipóteses. De fato, até que nenhum contato seja estabelecido, nunca saberemos a resposta.

[ Curiosity ] [ Fotos: Reprodução / Curiosity ]

deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado

Você pode usar tags e atributos em HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!